MFS

“Evite as longas discussões, sobretudo com pessoas dispersas, que juntam argumentos sobre argumentos, sem ordem e sem disciplina, misturando juízos apenas de gosto com algumas pseudo-idéias mal-formadas e mal-assimiladas. Evite essas discussões que não são em nada benéficas.

Se não for possível conduzir o colóquio com alguém em boa ordem, segundo boa lógica, cuidadosa e organizada, é preferível que te cales. Sempre sê disciplinado no trabalho mental. Essa é a regra importante, e nunca ceder às vagabundagens do pensamento em conversas diluídas, dispersas, em que se fala de tudo e não se fala de nada.”

Mário Ferreira dos Santos

Retirado de http://timbrevivo.blogspot.com.br/2011/12/evita-longas-discussoes-mario-ferreira.html

Que eu me lembre, este trecho consta no livro Curso de Integração Pessoal do Mário.

O Sentido da Vida

Um pensamento me trespassou: pela primeira vez em minha vida enxerguei a verdade tal como fora cantada por tantos poetas, proclamada como verdade derradeira por tantos pensadores.A verdade de que o amor é o derradeiro e mais alto objetivo a que o homem pode aspirar. Então captei o sentido do maior segredo que a poesia humana e pensamento humano tem a transmitir: a salvação do homem é por meio do amor e no amor. Compreendi como um homem a quem nada foi deixado neste mundo pode ainda conhecer a bem aventurança, ainda que seja apenas por um breve momento ,na contemplação da imagem de sua bem amada. Numa condição de profunda desolação, quando um homem não pode se expressar em ação positiva, quando sua única realização pode consistir em suportar seus sofrimentos da maneira correta – de uma maneira honrada – , em tal condição o homem pode , por intermédio da contemplação amorosa da imagem que ele traz de sua bem amada, encontrar a plenitude. Pela primeira vez em minha vida, eu era capaz de compreender as palavras: “Os anjos estão imersos na perpétua contemplação de uma glória infinita”.

– Viktor Frankl , Man’s Search for Meaning

Citação retirada do livro O Imbecil Coletivo II, Olavo de Carvalho.